Perguntas de entrevista: por que você quer trabalhar aqui? Como responder?

Atualizado: Mar 18

O que dizer quando o recrutador diz: "por que você quer trabalhar aqui" é o tema do 3º episódio da nossa websérie sobre perguntas de entrevista de emprego




São Paulo – “Por que você quer trabalhar aqui?”.  Esta pergunta de entrevista de emprego é o tema do terceiro episódio da websérie Entrevista na Prática, produzida pelo Na Prática para a VOCÊ S/A.


No primeiro episódio, falamos quais são as perguntas mais comuns de entrevista de emprego e no episódio dois tratamos da pergunta: Quais são seus hobbies. Se você perdeu pode conferir aqui 1º episódio e aqui o 2º episódio.


Vamos então às dicas da gerente de gente e gestão da Fundação Estudar, Patrícia Aguiar, sobre como responder à questão tema deste terceiro episódio:


Quando o recrutador pergunta: por que você quer trabalhar aqui ele quer saber várias coisas sobre o profissional. Esta pergunta tem ganho mais importância nas entrevistas de emprego, segundo Patrícia.


“Primeiro: o quanto você está preparado e conhece sobre a cultura da empresa e também o quanto você pode agregar como colaborador e se você está indo pelos motivos certos para aquela companhia”, diz Patrícia.


Um termo que os departamentos de recrutamento passaram a adotar vem emprestado do Tinder, o aplicativo de relacionamentos. “É match, que o fit cultural, ou seja, o quanto que você realmente combina com a cultura daquela empresa. Na sua resposta o recrutador vai tentar identificar pontos que combinem ou não combinem com os comportamentos para uma pessoa daquela empresa”, diz Patrícia.


Uma dica é encontrar pontos em comum com você nos valores e na missão da empresa. Se você, ao longo do processo descobrir que o jeitão de trabalhar daquela empresa tem tudo a ver com quem você é realmente vai ficar mais fácil responder a esta pergunta.

“Agora, se você perceber, com a sua pesquisa, que não tem nada a ver talvez seja um ponto importante para você se questionar se você realmente precisa fazer essa entrevista ou não”, diz Patrícia.


O entrevistador quer saber se você combina com a empresa porque esse é um fator fundamental na felicidade no trabalho e, consequentemente, no desempenho do profissional, o que afeta os resultados da empresa.



Na hora de responder é interessante fazer uma conexão entre a necessidade da empresa e como você pode ajudar a resolver essa demanda da vaga de emprego. No vídeo abaixo, Patrícia dá um exemplo de como um candidato a uma vaga de emprego numa startup poderia responder a esta pergunta de entrevista de emprego:


Por que o autoconhecimento é importante? “Ampliar a visão de si mesmo dentro e fora do ambiente de trabalho permite fazer escolhas mais alinhadas com o que você quer para a vida”, disse à reportagem, Wilma Dal Col, diretora do ManpowerGroup.


Autoconhecimento é o ponto de partida para o desenvolvimento de aptidões como criatividade, colaboração, flexibilidade, pensamento crítico, capacidade de trabalhar sob pressão e resolução de problemas complexos, todas as habilidades obrigatórias para quem deseja evoluir na carreira, de acordo com relatório do Fórum Econômico Mundial.


Uma das principais dúvidas dos candidatos é : o que falar numa entrevista de emprego. Candidatos com autoconhecimento serão capazes de responder a questões como, por exemplo:


Qual o seu sonho?


Onde você se vê daqui 5 e 10 anos?


Com essas questões, os entrevistadores conseguem analisar o nível de autoconhecimento e a coerência do candidato com base nas informações sobre o que ele já fez na carreira, o que está fazendo e o que diz buscar para seu futuro profissional. “ Ele vai notar se há um alinha de raciocínio estruturada nas respostas”, diz Patrícia.

Uma questão que aparece com bastante frequência diz respeito aos resultados alcançados

Quais as suas principais conquistas?

. O que está sendo avaliada é a autopercepção do candidato, ou seja, como

“Outro ponto que nós adoramos explorar é a curiosidade intelectual”, diz Patrícia. O objetivo é saber como o profissional busca conhecimento e quais são os temas de interesse.


Perguntas relacionadas a situações difíceis dentro da empresa são utilizadas para avaliação do nível de maturidade e de inteligência emocional. A dica é pensar em como situações de conflito podem evoluir para um resultado positivo. A oportunidade é de expor o que pode ter sido aprendido com a situação e como essa lição pode servir para outras situações, segundo a especialista.


Na hora de falar sobre seus passatempos e hobbies, a primeira dica da Patrícia Aguiar, gerente de gente e gestão da Fundação Estudar, é ir direto ao ponto e ajudar o recrutador a montar o seu perfil.


Ela recomenda escolher uma atividade que você pratique com certa frequência e que traga algum conhecimento ou exercite alguma habilidade em você. Por exemplo, se eu seu passatempo favorito é fazer caminhadas, você pode destacar virtudes como disciplina para exercícios físicos e esforço, se você tiver o hábito de ir aumentando gradualmente a distância percorrida.


Os benefícios que um hobbie pode trazer para a vida profissional foram comprovados cientificamente. Uma pesquisa realizada por professores da Austrália, da China e de Hong Kong, publicada na revista científica Journal of Applied Psychology, mostrou que o que você faz à noite, fora do trabalho, pode ter uma influência positiva em sua carreira e o tema foi tratado na Você S/A, na reportagem publicada no ano passado: Diga-me seu hobby que direi o quanto produz no trabalho


“Já tenha na cabeça, antes de ir para a entrevista de emprego, qual o seu hobbie hoje e como ele ajuda você a crescer de alguma forma”, diz Patrícia.


E se o seu hobbie for assistir filmes e séries na Netflix? Também é possível explicar esse passatempo de forma mais interessante. “Tenha em mente se você gosta mais de mistério pelo lado investigativo ou se você gosta de coisas mais leves porque isso te ajuda a recarregar as energias durante um fim de semana”, explica a gerente da Fundação Estudar.


Outras atividades que podem ser citadas no contexto dessa pergunta de entrevista de emprego são escrever, viajar, fazer trabalho voluntário, praticar exercícios físicos, aprender um novo idioma. Mas, só vale se for verdade. Mentir no currículo ou na entrevista é o pior erro que um candidato pode cometer. “Todo recrutador está treinado para captar mentira durante a entrevista”, diz Patrícia.


Como um recrutador faz para saber se o candidato está mentindo?


O livro “Manual do Entrevistador Investigativo Moderno”, publicado pelo Instituto de Pesquisa do Risco Comportamental, traz algumas técnicas usadas por entrevistadores.


Estas táticas para detectar mentiras já foram usadas em 4 mil entrevistas




Fonte e Créditos:

  1. Por Camila Pati

  2. access_time14 fev 2020, 16h25 - Publicado em 13 fev 2020, 10h58

  3. vocesa.abril.com.br/carreira/como-responder-a-pergunta-por-que-voce-quer-trabalhar-aqui/?fbclid=IwAR09_1hUbjBqif0qruMKIOwn5ZZRiJgyUIj6Ph4iztXljtXbZ-aqHFYvPRg

0 visualização
Registre-se no nosso site e receba nossa Newsletter
  • Instagram
  • Linkedin
  • Facebook
  • Youtube

Nome: ISA Sociedade Internacional de Automação – Seção Campinas.

Endereço Comercial: Rua Barão de Paranapanema, 146 – Bloco C – Sala 51, Bosque, Campinas-SP CEP: 13026-900

CPF/CNPJ: 07.293.209/0001-30