• ISA Campinas

Como computadores quânticos podem ajudar no combate a epidemias?

Os computadores quânticos são uma das grandes perspectivas tecnológicas do futuro e acredita-se que eles vão revolucionar muitos aspectos atuais, como a segurança da informação e o processamento de dados. Nesse sentido, também espera-se que eles possam ajudar na luta contra as epidemias.


No meio científico, acredita-se que computadores quânticos poderão auxiliar na descoberta de novos materiais, compostos químicos e na solução de muitos problemas matemáticos que são difíceis e complexos para os computadores convencionais que temos atualmente. Nesse sentido, quem sabe, eles podem ser úteis para ajudar na busca de novos compostos farmacêuticos, vacinas, análises bioquímicas e similares.


A computação quântica também pode ser crucial para impulsionar as famigeradas tecnologias de inteligência artificial e machine learning, que podem ser aplicadas em todas as áreas da ciência. Dario Gil, da IBM Research, afirmou ao USA Today que “O objetivo é fazer tudo o que estamos fazendo hoje em termos de descoberta de materiais, química, coisas assim, fatores 10 vezes melhores, 100 vezes melhores. (…) Isso pode mudar o jogo.


Com a emergente situação do coronavírus, que já está bem próxima de se tornar uma pandemia, uma vez que os casos superaram a marca de 110.000 nesta semana, a preocupação com a busca por formas de amortecer os impactos de doenças como essas é grande (como a busca por uma vacina, por exemplo). É aí que a computação quântica poderia fazer uma grande diferença ao permitir os avanços muito mais rápidos, como citado por Gil.